brabet

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
INOVAÇÃO EM NEGÓCIOS

Programa Startup Pará promove maratona de eventos incluindo edital nos últimos meses

Iniciativa do Estado é executada pela Sectet, Fapespa, Seplad e Fundação Guamá, e estimula iniciativas coletivas e inovadoras no mercado

Por Fernanda Graim (SECTET)
17/10/2022 15h28

Participantes de um dos eventos do Programa Startup Pará voltado para a promoção do desenvolvimento socioeconômicoDo mês de julho para cá, os participantes do edital segunda chamada do Startup Pará realizaram o Pitch, apresentação rápida dos projetos para despertar o interesse de possíveis investidores ou clientes. A atividade fez parte da avaliação final para a contratação das propostas. Três avaliadores deram notas, considerando critérios como impacto, tamanho de mercado, inovação, viabilidade, barreiras para novos competidores e a comunicação dos projetos.  A clareza e a objetividade nas apresentações das propostas nas modalidades “Novos Negócios” e “Aceleração” também foram avaliadas.

Dos 79 projetos de Belém e de outros 16 municípios do estado aprovados para etapa de qualificação, 73 participaram das apresentações. O Pitch é uma maneira de desafiar os participantes a despertarem o interesse dos ouvintes para possíveis investimentos em suas ideias e projetos de negócios.

Startup Pará estimula novos modelos de negócios A coordenadora do Programa Mulheres Inovadoras da Finep, Mariana Taragano, participou da banca avaliadora. “Foi muito bom participar de dois dias de banca e ver soluções tão interessantes e promissoras. Precisamos de mais ações que estimulem o empreendedorismo inovador fora dos eixos Sul e Sudeste do Brasil”, declara.

As propostas foram avaliadas por uma banca de oito profissionais com experiência e conhecimento na área. “Buscamos que a banca tivesse representação nacional das entidades que promovem e apoiam a inovação em diferentes formas”, destaca Fabrício de Paula, representante de uma das empresas credenciadas pela Fundação Guamá, responsável pela execução técnica do programa.

Mais oportunidades para estudantes
Também neste período, foram abertas as inscrições para o edital “Hackathon”, o qual propôs o desenvolvimento de soluções que promovam um ambiente de inovação e colaboração nas escolas.

Os estudantes apresentaram projetos voltados para as temáticas: Desperdício de água, Desperdício de papel, Desperdício de descartáveis, Desperdício de comida e de energia. Ao todo, 38 propostas foram submetidas por estudantes de ensino técnico e superior da rede pública do estado, situados nos municípios de Altamira, Ananindeua, Belém, Bragança, Cametá, Castanhal, Itaituba, Marabá, Oriximiná, Paragominas, Salvaterra, Santarém e Tucuruí. As iniciativas serão avaliadas nas próximas semanas e as que forem selecionadas receberão apoio financeiro para a viabilização de seus projetos.

Empreendedorismo feminino
Já no mês de setembro, um bate papo descontraído, com trocas de ideias e experiências, marcou a programação do Startup Pará Mulher, no auditório do Sebrae, em Belém. No encontro, a coordenadora do programa, Maria Trindade, destacou a importância de estimular o ambiente de inovação no estado e oferecer apoio técnico e financeiro às iniciativas lideradas pelo público feminino. Com o tema “Empreendedorismo Feminino, Desafios e Oportunidades”, o evento marcou o início das atividades de qualificação das participantes selecionadas no edital “Mulher”, oportunidade voltada para ideias e negócios de empreendedoras. Foram submetidas 69 propostas e 20 selecionadas para essa etapa de aprimoramento com network, rodadas de negócios, mentorias e outras atividades para impulsionar essas iniciativas no mercado.

Mulheres reconhecidas nacionalmente pelo empreendedorismo foram convidadas para o encontro. A presidente da Associação Comercial do Pará, Elizabete Grunvald; a analista de inovação da Finep, Thais Macieira; a founder e COO na Linker, Ingrid Barth; e a gerente de empreendedorismo e investimento em Startups da Finep, Mariana Taragano, falaram de suas experiências, discutiram sobre os principais desafios das mulheres no mercado e destacaram ainda iniciativas de apoio ao empreendedorismo.

No auditório, empreendedoras selecionadas pelo edital “Mulher” aproveitaram o momento para compartilhar experiências e tirar dúvidas. Geovana Caetano, à frente do projeto Tricotando, que propõe a criação de uma ferramenta tecnológica com foco no cuidado de idosos. “É um aplicativo que vai ser desenvolvido para ajudar o idoso. Por exemplo, mostrar médicos que atendem o idoso, pessoas que trabalham com idosos. Se você não pode levar seu pai ao médico, vão ter pessoas que vão se cadastrar nesse aplicativo para fazer essa função. O aplicativo vai criar a interação dos idosos com profissionais e serviços voltados para essa faixa etária”, explica Geovana.

Ação na UsiPaz Cabanagem
Ainda em setembro, no teatro da Usina da Paz da Cabanagem, a equipe do Startup Pará apresentou o “Faça Negócios”, ação que visa oportunizar a presença digital de empreendedores de bairros periféricos da capital, por meio de oficinas sobre o uso de ferramentas tecnológicas e orientações sobre a utilização das redes sociais nos negócios.

A programação reuniu o público atendido no espaço, candidatos que inscreveram propostas no edital do InovaTerpaz e não foram aprovados, e ainda empreendedores que foram selecionados para etapa de qualificação da chamada. A oportunidade, com as inscrições já encerradas no primeiro semestre deste ano, é voltada para ideias que colaborem para o desenvolvimento socioeconômico nos Territórios da Paz.

O apoio técnico seguirá com suportes qualitativos pelos próximos meses para o público atendido nas usinas e moradores interessados nas capacitações. “Uma iniciativa de apoio aos empreendedores, às ideias iniciantes, fazendo de uma forma que eles pudessem desenvolver seus negócios, gerar renda, gerar emprego, melhorar a vida de todas pessoas do território”, enfatiza a coordenadora do Startup Pará, Maria Trindade.

A ideia dessa ação complementar do Startup de ampliar o atendimento com oficinas dentro das usinas surgiu durante as atividades de divulgação do edital InovaTerpaz, quando se percebeu os diferentes níveis de empreendedores com propostas que colaboram com a realidade socioeconômica nos bairros atendidos pelas usinas. São cooperativas e iniciativas coletivas, de pessoas que não participaram da chamada e que serão alcançadas pelas atividades realizadas nesses locais.

Startup Pará
O programa é uma iniciativa do Governo do Estado executado perla Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e pela Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), com apoio técnico da Fundação Guamá.

Texto da Ascom / Fundação Guamá

brabet Mapa do site