betsson

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE

Hospital de Clínicas celebra 35 anos com investimentos em modernização

Unidade é referência em cardiologia adulto e infantil, nefrologia e psiquiatria; só este ano, unidade realizou 22.192 sessões de hemodiálise e 2.036 cirurgias

Por Marcelo Leite (SEIRDH)
20/10/2022 16h55

Principal centro estadual para tratamento de alta complexidade em cardiologia adulto e infantil, nefrologia e psiquiatria, a Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (HC) celebrou 35 anos, nesta quinta-feira (20). A comemoração é alusiva ao dia 2 de outubro de 1987, data em que foi assinada Lei Estadual nº 5.394, oficializando a criação do hospital.

Além do aniversário da Fundação, a cerimônia também lembrou os 11 anos do Centro de Hemodiálise Monteiro Leite (CHML), completados no último dia 17, e antecipou as homenagens ao Dia do Servidor Público, celebradas na próxima sexta-feira (28).

A celebração marcou ainda a inauguração da nova Galeria de Presidentes da Fundação. Entre os homenageados estava o atual diretor-presidente Ricardo Palheta, que ressaltou a importância histórica dos serviços prestados pela Fundação para a saúde pública estadual.

“São 35 anos de um projeto que é um marco no Pará e que hoje é a segunda casa para muitos de nós que trabalhamos para tornar esse hospital um dos melhores do estado. Que possamos seguir no caminho de qualidade e excelência construído por cada um que está aqui”, frisou Ricardo Palheta.  

Em números, a Fundação tem conseguido ampliar e manter uma crescente na quantidade de atendimentos realizados nas três especialidades de referência, assim como nos demais serviços ofertados. Neste ano, por exemplo, investindo em tecnologia, ampliação e reorganização de processos assistenciais e outras estratégias de gestão, a instituição já realizou 22.192 sessões de hemodiálise, 36.971 consultas médicas e 2.777 procedimentos de hemodinâmica.

Em cirurgias, até o mês de agosto, foram 2.036 realizadas. Entre elas, 763 nas áreas de cardiologia adulto e pediátrica, 580 na especialidade cirurgia geral, 304 em urologia e outras 219 em cirurgias vasculares.

Humanização

Até o final deste mês, pelo menos uma nova cirurgia cardíaca deve ser acrescida aos registros do Hospital. Ela será realizada na adolescente Evelyn Vitória, que completou 15 anos no início do mês e ganhou uma festa dos servidores do hospital. “Nunca pensei que ia comemorar meus 15 anos aqui dentro, mas agradeço a todos que ajudaram porque estava triste”, conta Evelyn.

Antes mesmo da realização do procedimento, Evelyn e mãe, Edilene Ribeiro, já planejam uma nova festa não apenas para comemorar o aniversário, mas também para agradecer e retribuir o cuidado recebido no Hospital. “Passar por uma cirurgia é algo muito complicado, mas é um renascimento de qualquer forma. Desejo saúde para todos que trabalham aqui e uma boa recuperação para quem passar por aqui. A gente precisa desse cuidado das equipes”, conta Edilene.

História

Apesar da Lei que criou o Hospital de Clínicas ter sido publicada em outubro em 1987, a história do HC começa em 1982 com a determinação do Governo do Estado que, na época, tinha à frente o atual senador, Jader Barbalho, para a implantação um de estabelecimento de saúde com quatro clínicas básicas (médica, cirúrgica, obstétrica e pediátrica), atendimento ambulatorial e referência especializada em psiquiatria.

A construção tem início em 1985, quando a Sespa, em conjunto com a Secretaria de Obras, começa a levantar a estrutura do que seria o então “Hospital de Clínicas e Psiquiatria do Estado”. Dois anos depois, é lançada a pedra fundamental da obra com a mudança do nome para “Hospital de Clínicas Gaspar Vianna”, em homenagem ao cientista paraense. No mesmo, houve a inauguração de alguns setores, entre eles a Clínica Psiquiátrica.

Em 1989, o HC começou a receber pacientes transferidos dos hospitais Juliano Moreira e Aluízio da Fonseca. Em 1998, depois de obras de reforma e ampliação, o hospital passou a ser referência também em nefrologia, cardiologia e obstetrícia de alto risco. No ano 2000, a Lei 6.304/2000 institui uma nova ordenação jurídica que passa a Fundação Pública Estadual Hospital de Clínicas Gaspar Vianna.

betsson Mapa do site