montecarlosgames

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
ACESSO À SAÚDE

Barco Hospital Papa Francisco conclui 76ª expedição com mais de 4,5 mil atendimentos

Consultas, exames e medicamentos foram oferecidos a moradores das comunidades ribeirinhas de Cachoeira Porteira e Jamari, em Oriximiná

Por Mozart Lira (SESPA)
20/07/2023 17h29

Mais de 260 exames oftalmológicos foram realizados na expediçãoO Barco Hospital Papa Francisco concluiu sua 76ª expedição após atender comunidades ribeirinhas de Cachoeira Porteira e Jamari, no município de Oriximiná, no Oeste do Pará, entre os dias 12 e 19 deste mês. Entre consultas e procedimentos, foram realizados 4.601 atendimentos.

Os profissionais da expedição fizeram 717 consultas médicas, das quais 337 em Clínica Geral; 164 em Pediatria; 134 em Oftalmologia; nove em Anestesiologia e 73 em Cirurgia Geral. Em Odontologia foram 387 atendimentos, incluindo 100 consultas e 287 procedimentos.

Serviços odontológicos fazem parte dos procedimentos oferecidosForam realizados ainda 2.063 exames, entre 1.554 laboratoriais; 27 mamografias; 30 métodos gráficos; 268 exames oftalmológicos e 184 ultrassonografias, além da entrega de 717 kits de medicações, e assistência e orientação farmacêutica. No âmbito hospitalar, houve 53 cirurgias, sendo 28 de baixa e 25 de média complexidade, além de 20 internações de ordem cirúrgica.

As atividades contaram com o trabalho de profissionais da equipe fixa do Barco Hospital, além da equipe de apoio formada por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Oriximiná.  

Desafios - Conforme frei Afonso Obici, coordenador das atividades no Barco Hospital, esta expedição foi a mais desafiadora. “Fomos ao limite de navegação do Rio Trombetas para conseguirmos atender aos povos indígenas, quilombolas e ribeirinhos. Os desafios não foram poucos, mas foi uma experiência muito gratificante”, afirmou. Equipe de profissionais do Barco Hospital facilita o acesso a serviços de saúde pelo SUS

Frei Afonso disse ainda que a expedição contou com o apoio da Prefeitura de Oriximiná, que disponibilizou a Unidade Básica de Saúde Fluvial e equipe de apoio, e do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), do Polo Base Oriximiná, cuja articulação com os caciques possibilitou atender aos 13 povos indígenas vinculados à região. “Outra contribuição importante foi da Mineração Rio do Norte (MRN), que concedeu transporte aéreo dos voluntários da ação de Santarém até Porto Trombetas, permitindo que a população local obtivesse mais dias de atendimentos”, informou o coordenador.

Segundo frei Afonso Obici, a soma de esforços permitiu que essas populações, distantes dos centros urbanos, recebessem atendimento de saúde especializado e humanizado próximo de suas casas.

Para o titular da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Rômulo Rodovalho, os serviços oferecidos pelo barco cada vez mais alcançam com facilidade as populações que têm dificuldade de acesso aos serviços básicos e de média complexidade ofertados pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

montecarlosgames Mapa do site