betway

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
ACESSIBILIDADE

Seção Braille da Biblioteca Pública Arthur Vianna recebe a exposição 'A Arte Através do Toque'

A exposição acontece nesta sexta-feira, 19, na Seção Braille, da Biblioteca Pública Arthur Vianna, no Centur e a entrada é gratuita

Por Gustavo Pêna (FCP)
18/01/2024 15h10

Para possibilitar que pessoas com diferentes níveis de deficiência visual interajam e tenham a oportunidade de conhecer e aprender mais sobre a cultura e a arte marajoara, a Fundação Cultural do Pará (FCP) recebe nesta sexta-feira, 19, a exposição "A Arte Através do Toque". As obras ficarão expostas das 9h às 18h na Seção Braille, que fica no segundo andar da Biblioteca Pública Arthur Vianna, no Centur, em Belém. A entrada é gratuita.

A ideia da exposição surgiu do grupo "As Marajoaras", que é composto por cinco estudantes do Sesi Belém e conta com a orientação da professora de química Vera Lopes. O projeto traz uma exposição de 35 esculturas em formas geométricas, montadas em argila, com releitura do grafismo marajoara, arte milenar produzida pelos povos indígenas da Ilha do Marajó. Cada escultura possui textos impressos em Braille, um sistema de escrita e leitura para pessoas com deficiência visual ou com baixa visão.

A exposição também tem uma interface háptica, que possibilita sentir as respostas físicas ou virtuais ao tocar em um determinado sistema. Por meio de um microcontrolador que se comunica via bluetooth com um aplicativo em celular, os textos são reproduzidos em voz, permitindo assim que o usuário possa escutar todas as informações sobre o objeto.

Uma das idealizadoras do projeto e líder da equipe "As Marajoaras", Camila Ribeiro de Souza, de 13 anos, contou sobre a parceria do grupo com a Fundação Cultural do Pará. "Estávamos procurando um local para realizar a nossa exposição e vimos na FCP, a melhor opção, já que lá tem a Seção Braille, pois o nosso projeto é voltado para pessoas com deficiência visual", explicou.

Acessibilidade - A Seção Braille, localizada no segundo andar da Biblioteca Pública Arthur Vianna, tem uma grande importância na formação cultural e educacional das pessoas com deficiência no Estado do Pará. O espaço oferece ao usuário a oportunidade de empréstimo de livros e periódicos em Braille, assim como livros falados, cabine adaptada de computadores com acesso à internet e sintetizadores de voz que permitem às pessoas cegas o acesso independente.

No ano de 2022, a biblioteca contou com um novo serviço, os óculos "Orcam MyEye", que permitem a leitura instantânea de materiais como livros, revistas, apostilas e código de barras. Os óculos apresentam uma câmera acoplada que reconhece os objetos e cores situados à frente.

Para Dailton Conceição, pedagogo da Seção Braille da Biblioteca Pública Arthur Vianna, mesmo diante dos contínuos avanços tecnológicos disponíveis em aplicativos e plataformas, o espaço continua sendo referência na formação das pessoas com deficiência visual. "Nossa missão é levar acesso à informação, à cultura, à educação a todos que procuram e precisam. Acredito que esse seja um papel fundamental para todo o estado", disse.

Em novembro de 2024, a Seção Braille completa 50 anos de funcionamento. Aproximadamente 120 pessoas passam por mês no local. Além do presencial, a biblioteca disponibiliza serviços via e-mail, onde o documento é enviado e impresso em Braille, atingindo outros municípios do Estado.

Serviço:

Exposição “A Arte Através do Toque”
Data: 19/01
Local: Seção Braille, no segundo andar da Biblioteca Pública Arthur Vianna, no Centur - Av. Gentil Bittencourt, 650, em Belém
Hora: 9h às 18h
Entrada: gratuita

Com informações de Jhullyele Santos Ascom/FCP.

betway Mapa do site