betmotion

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
JANEIRO BRANCO

Hospital Oncológico Infantil do Pará realiza ações com foco na saúde mental de colaboradores

O Brasil lidera o ranking de transtornos de ansiedade no mundo, o equivalente a 9,3%

Por Leila Cruz (HOIOL)
20/01/2024 14h00

O cuidado com a saúde mental dos profissioais também é essencial para o atendimento aos pacientesEm alusão ao Janeiro Branco, mês dedicado à conscientização sobre a saúde mental, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo (Hoiol) realizou atividades para os colaboradores da unidade. Com a temática "Cuidar da mente é valorizar a vida!", a Comissão de Humanização e a Gestão de Pessoas busca reforçar a importância do tema para a manutenção de uma vida com qualidade e uma melhor assistência aos usuários. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a saúde mental é definida como um estado de bem-estar no qual o indivíduo é capaz de usar as próprias habilidades, recuperar-se dos estresses cotidianos, trabalhar com produtividade e contribuir com a sociedade. Um mapeamento realizado pela OMS mostrou que o Brasil lidera o ranking de transtornos de ansiedade no mundo, o equivalente a 9,3% dos brasileiros, em seguida aparecem os paraguaios (7,6%), noruegueses (7,4%), neozelandeses (7,3%) e australianos (7%).

No ano de 2022, mais de 209 mil pessoas deixaram o emprego por problemas como depressão, ansiedade e Alzheimer no Brasil, conforme os dados do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Com isso, a prevenção aos fatores riscos que podem contribuir ou causar estresse e adoecimento mental dos funcionários ganha cada vez mais importância no meio organizacional.

Esse cuidado é uma preocupação constante no Hospital Octávio Lobo devido á particularidade do perfil de referência, a oncologia pediátrica. Sobre isso, a coordenadora da Humanização, Natacha Cardoso, explica que os profissionais convivem diariamente com uma carga emocional extrema por conviver com a situação delicada de crianças em enfrentamento do câncer.

"Nossos colaboradores criam vínculos com nossas crianças e adolescentes que passam por um longo período de tratamento. Então, compreendemos que necessitam receber suporte emocional para lidarem com as situações limites do dia a dia. Durante o Janeiro Branco trazemos informações por meio de atividades e palestras, mas enfatizamos que esse cuidado deve ser diário, principalmente para quem atua na assistência", afirmou.

Natacha também destaca que as equipes de humanização, gestão de pessoas e multiprofissional desenvolvem projetos direcionados à saúde mental dos colaboradores, como o "Cuidando de Heróis" e o "Portas Abertas". "Enquanto o primeiro oferta serviços voltados ao relaxamento e autoestima, o segundo consiste em um canal de escuta empática e apoio emocional com apoio da psicologia, a fim de promover a qualidade de vida e estimular os profissionais a encontrar soluções lógicas para os dilemas do cotidiano", informou.

"A saúde mental está associada ao e bem-estar, ao  equilíbrio emocional,  e à qualidade de vida do indivíduo. Nossas equipes trabalham para trazer informações e também ajudar, por meio de projetos e ações, esses profissionais a administrarem esses conflitos internos e a fazer uma pausa para se equilibrar, amenizar o estresse e a ansiedade", enfatizou.

O enfermeiro Matheus Carvalho participou da palestra "Quem cuida da mente, cuida da vida", ministrada pelo pedagogo Antonio Junior. Na ocasião, o profissional compartilhou um relato sobre como tem lidado com a ansiedade e como as orientações são importantes para os profissionais se desligarem um pouco da rotina  de trabalho  e da responsabilidade das atividades.

"Falar sobre ansiedade ainda é um tabu, apesar da gente entender que o número de pessoas com essa condição aumentou bastante durante o cenário pandêmico. Muitas pessoas têm  toda uma evolução porque não buscaram o tratamento, então receber orientações em momentos de relaxamento e de quebra de rotina é importante para aliviar as tensões, as cargas emocionais e colocar pra fora tudo aquilo que se está sentindo e ainda ensina como ajudar outras pessoas", disse o enfermeiro.

betmotion Mapa do site