Captain's Bounty

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
MEIO AMBIENTE

No Dia Mundial da Educação Ambiental, estado destaca atividades de estímulo à preservação por todo o Pará 

A Semas já executa ações nas Usinas da Paz e nas comunidades de Belém e nos demais municípios paraenses, como o reaproveitamento de resíduos domésticos e geração de renda

Por Igor Nascimento (SEMAS)
26/01/2024 13h12

Para além do combate às infrações ambientais, o Governo do Estado investe em ações que proporcionam a inserção de pessoas em uma dinâmica de educação ambiental e com isso, estimulando o compromisso com a preservação e conservação do planeta com atitudes ambientalmente responsáveis. Nesta sexta-feira, 26, Dia Mundial da Educação Ambiental, o Estado celebra resultados dessa política estratégica, com atividades realizadas em diversas regiões do Pará. 

No ano de 2023, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) fortaleceu a municipalização da educação ambiental aplicada, com ofertas de cursos de capacitação e aprimoramento, por meio da Coordenadoria de Educação Ambiental (Ceam) a qual foram executadas 167 ações de apoio em prol da Educação Ambiental por meio da aplicação de metodologias de ensino variadas, com objetivo de sensibilizar e qualificar os indivíduos a buscarem práticas mais sustentáveis frente às problemáticas ambientais de cunho local, regional e de amplitude global.

Os 36 municípios paraenses apoiados estão localizados em 11 Regiões de Integração do planejamento governamental do Estado do Pará. Foram beneficiadas 6.459 pessoas, dentre elas, estudantes, servidores públicos e comunidades tradicionais.

A Agenda Educação Ambiental, no âmbito do Programa Territórios pela Paz (TerPaz), que envolve diversos órgãos e entidades do governo, tem se ampliado para além da Região Metropolitana de Belém com a instalação de novas Usinas da Paz em municípios de diversas regiões do estado. Em 2023, somente nas UsiPaz, a Semas realizou 42 ações de apoio, contemplando um público total 1.886 pessoas, com cursos de capacitações de Agentes Ambientais e oficinas de reaproveitamento de resíduos.

Para a coordenadora em Educação Ambiental da Semas, Andreia Monteiro, o trabalho em conjunto entre a Secretaria e a comunidade é fator determinante para que a consciência ambiental seja aplicada nas regiões onde as capacitações ocorrem.

“Destacamos o trabalho realizado com as comunidades, uma vez que é importante para as pessoas levarem para o seu dia a dia as práticas sustentáveis, e nesse processo tornam-se multiplicadores dessas ações, pois incentivam os familiares e os vizinhos a adotarem estes hábitos também. Nas capacitações, junto com os participantes, debatemos sobre quais os impactos ambientais negativos existentes nas comunidades e nas cidades, refletindo sobre como nos afetam hoje, e como poderíamos mitigar essas problemáticas. As parcerias são fundamentais para que possamos obter um resultado positivo, proporcionando assim melhoria na qualidade de vida da população", explica.

Agenda de Educação Ambiental - A coordenadora da Ceam também destaca a importância de se realizar um intercâmbio entre a Semas e os gestores e servidores municipais, bem como, com membros da sociedades civil e comunidades em situação de vulnerabilidade social.

“As atividades de educação ambiental desenvolvidas nos municípios do estado do Pará, visam atender os gestores e servidores públicos municipais, a sociedade civil organizada e a comunidade em geral, como estratégia de atividades/ações no âmbito do Programa Regulariza Pará, eixo do Plano Estadual Amazônia Agora. Além de focar nos Territórios da Paz para atendimento das comunidades mais vulneráveis desses territórios”, frisou Andreia Monteiro.

As oficinas abordaram diferentes temas em 2023, como o reaproveitamento de resíduos domésticos e geração de renda, confecção de embalagem, eco bijuterias, descarte correto de resíduos, entre outros. Em 2024, a Semas já executa ações nas Usinas da Paz e nas comunidades de Belém e nos demais municípios paraenses. 

Educação Ambiental Aplicada 

Transformar as pessoas em multiplicadores de boas práticas sustentáveis é o principal objetivo da educação ambiental aplicada, defendida pelo titular da Semas, Mauro O’de Almeida. Segundo o secretário, para garantir a transição socioeconômica de baixo carbono, é preciso ir mais adiante em relação a uma educação ambiental tradicional, o que já vem sendo feito pelo estado de forma estratégica.

“É necessário investirmos em ações de educação transformadora, aplicada, considerando que a educação precisa ser um agente de transformação social, estimulando com que nesse processo de ensino e aprendizagem sejam estimuladas outras formas de conexão com o mundo e com o meio ambiente. Assim como trocas e intercâmbios entre conhecimento tradicional e científico”, destaca o secretário. 

O Governo do Pará, dentro do seu Plano Estadual de Bioeconomia, tem como um dos objetivos a implementação da Escola de Saberes da Floresta, por meio de uma ação conjunta entre a Semas e as secretarias de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) e de Educação (Seduc). 

“No nosso Plano de Bioeconomia, por exemplo, temos o projeto da Escola de Saberes da Floresta, pensado para reforçar o conhecimento tradicional e o patrimônio genético, em busca de negócios de impacto para a melhoria de vida e renda da população e comunidades tradicionais, o que vai nos ajudar a materializar esse objetivo”, explica o titular da Semas, Mauro O’ de Almeida. 

Educação Ambiental nas escolas - Para fomentar o pensamento e a prática sustentável de forma contínua nas escolas do Pará, o Governo do estado oferecerá o componente de Educação Ambiental, Sustentabilidade e Clima para toda a educação básica, de forma obrigatória na rede estadual e, por adesão, pelas redes municipais. Um total de 1,5 milhão de estudantes da rede pública de ensino do Pará poderão ser beneficiados, sendo 550 mil, obrigatórios, na rede estadual, e por adesão das redes municipais 618 mil estudantes dos anos iniciais (1º ao 5º ano) e mais 461 mil dos anos finais (6º ao 9º ano).

Texto: Lucas Quirino - Ascom Semas

Captain's Bounty Mapa do site