5abet

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
PREVENÇÃO NA FOLIA

Riso Galileu levou humanização aos pacientes e usuários da unidade na sexta de carnaval

Por Ascom (Ascom)
09/02/2024 17h12

Desmistificando o conceito de que uma unidade de saúde é lugar apenas de dor e incertezas, o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), na Grande Belém, abriu alas nesta sexta-feira (09), para a alegria passar. É que pacientes, acompanhantes e colaboradores, caíram na folia segura com o bloco “Como se prevenir nesse Carnaval”, que além de ter garantido a animação, alertou sobre a importância de adotar métodos como forma de prevenção ao HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

A iniciativa faz parte do Projeto Riso Galileu, que às sextas-feiras proporciona uma programação especial com o objetivo de levar humanização, bem-estar e conforto aos usuários da unidade referência em trauma do Governo do Pará. 

“Aliamos uma programação alegre e interativa com algum tema de saúde. O objetivo é disseminar boas práticas, informações, com algum tema. No Carnaval, optamos em falar sobre o sexo seguro e as maneiras de prevenção de algumas doenças”, destacou Anny Segóvia, coordenadora de Humanização do HPEG. Durante a passagem do bloquinho com palhaços e personagens animados, os usuários receberam preservativos e materiais informativos.

Animação - A dona de casa Angélica Costa do Nascimento, internada na unidade após passar por uma retirada de cálculo renal, garantiu que não esperava a surpresa. “Fiquei super animada quando vi os palhaços entrando nas enfermarias. Uma distração. Gostei bastante”, comentou.

Quem também foi só elogios à programação carnavalesca foi Joel Souza de Lima, 54 anos. “Sofri um acidente de moto e tive de passar por uma cirurgia aqui no Galileu. Achei o atendimento muito bom e o bloquinho melhor ainda”, sorriu o metalúrgico.

Alerta - A diretora executiva do Galileu, Liliam Gomes, também fez um alerta sobre os cuidados a serem tomados nos dias de folia. “O método mais eficaz ainda continua sendo o uso de preservativo, tanto feminino como o masculino durante uma relação sexual. Nosso objetivo como unidade de saúde é alertar a população, quanto aos desafios ainda enfrentados na saúde pública de nosso país”, destacou a gestora.

Entre as doenças virais, uma das mais alarmantes são a infecção pelo HIV, Hepatites B e C, que também são patologias potencialmente graves. Já entre as bacterianas, temos gonorréia, sífilis, cancro mole, linfogranuloma venéreo.

Serviço: O Hospital Galileu tem o perfil de baixa e média complexidade e funciona como retaguarda cirúrgica para pacientes de traumas ortopédicos, além de atender usuários urológicos e da cirurgia torácica, sendo referência em reconstrução de traquéia.

A unidade tem 104 leitos de internação e, o Serviço de Reconstrução e Alongamento Ósseo, além de realizar cirurgias de traqueia e urológica, como hiperplasia prostática benigna, exclusão renal e triagem com biópsia de próstata.  O HPEG é público e administrado pelo Instituto de Saúde e Social da Amazônia – ISSAA, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Fica localizado na avenida Mário Covas, nº 2553.

5abet Mapa do site