Fortune Rabbit

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
ESTUDOS E PESQUISAS

Estado incentiva servidoras públicas que desenvolvem pesquisas científicas

Por Isabela Quirino (EGPA)
11/02/2024 11h27

Parte do trabalho desenvolvido pela Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA) é a elaboração de pesquisas científicas que colaboram com a governança pública. No dia 11 de fevereiro, data em que é comemorado o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, o Governo do Pará destaca a atuação das servidoras públicas na produção de conhecimento científico na área de gestão. 

Os trabalhos são realizados por meio do Observatório de Governança Pública e do Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Estratégicos em Governança Pública (Ceppe), que hoje conta com duas pesquisadoras que atuam de maneira permanente. 

A pesquisadora Helenice Paiva iniciou este ano o processo para a coordenação do estudo ‘O comportamento pró-ambiental no âmbito do serviço público’, que aguarda a aprovação do Comitê Nacional de Ética em Pesquisa para desenvolvimento do trabalho. “A EGPA é uma instituição voltada para a formação do servidor e, quando pensamos em políticas de formação, apresentamos um servidor qualificado que irá contribuir para a implementação de políticas públicas. Ver as mulheres dentro deste processo, para mim, é um grande empoderamento e garantia de crescimento e visibilidade nos meios profissionais e acadêmicos”, afirma Helenice. 

No VI Colóquio de Governança, evento programado anualmente pelo Ceppe, as palestrantes principais foram mulheres, especialistas na área de gestão pública e gestão ambiental, e a maior parte de trabalhos científicos inscritos para o evento contam com a co-autoria ou autoria principal feminina. “As oportunidades que vejo o Governo do Estado disponibilizando para as servidoras públicas por meio deste trabalho é inspiradora e nos incentiva a nos projetarmos no meio acadêmico”, ressalta a pesquisadora do Ceppe, Thais Taboza, que atuou como uma das organizadoras do Colóquio. 

Aluna da turma de 2022 do curso de especialização em gestão pública, a servidora Adelaide Evangelista, da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (PRODEPA), recebeu durante a formação o incentivo da orientadora para submeter seu projeto de conclusão de curso para publicação em revistas científicas e, em 2023, publicou o trabalho na RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar. 

Para ela, este tipo de estímulo agrega valor ao serviço público. “A publicação pode ser apresentada e compartilhada com os gestores e equipes técnicas envolvidas nas temáticas, dando ciência sobre o estudo desenvolvido e abrindo oportunidades de melhorias na administração pública estadual”, disse.  

Cerca de 60% das últimas turmas de especialização da EGPA foram compostas por servidoras, enfatizando a igualdade de oportunidades proporcionadas pelo Governo do Pará para o desenvolvimento e crescimento profissional das mulheres que atuam nos órgãos públicos. “As mulheres estão mais presentes nas formações ofertadas pelo Estado para os servidores públicos e isso deve ser reconhecido e celebrado”, destaca o diretor-geral da Escola de Governança, Helvio Arruda.  

O Observatório de Governança Pública e o Ceppe estão abertos para apoiarem servidoras públicas que desenvolvem pesquisas na área da gestão pública, basta entrar em contato com a equipe pelo e-mail ceppe.eventos1@gmail.com. Também está aberto o processo seletivo de artigos científicos para publicação na Revista Eletrônica EGPA - Gestão Pública, com a chamada pública disponível na edição Nº 35.699 do Diário Oficial do Estado.  

Fortune Rabbit Mapa do site