betano

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE

Hemopa garante transporte para doadores voluntários de sangue

Por Redação - Agência PA (SECOM)
21/04/2015 12h26

A Caravana Solidária é mais um serviço que a Fundação Hemopa oferece ao voluntariado para facilitar o acesso à doação de sangue à comunidade, na sede do hemocentro. O transporte é feito em um micro-ônibus com capacidade para 30 pessoas, que podem ser doadores da sociedade civil organizada e instituições públicas ou privadas. A última campanha que teve o apoio da caravana mobilizou colaboradores do Hospital Galileu, reunindo cerca de 100 voluntários, divididos em quatro grupos, que ajudaram a salvar centenas de vidas.

Os interessados em firmar parceria com o hemocentro podem entrar em contato com a Gerência de Captação de Doadores, de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h, e aos sábados, até às 17h, tendo em vista que o transporte tem que ser agendado previamente para atender satisfatoriamente a demanda dos candidatos à doação voluntária de sangue.

Segundo a assistente social do Hemopa Lilian Bouth, a participação dos grupos é cada vez mais presente nas ações de mobilização e estímulo à doação, além de multiplicar as informações necessárias para captar novas pessoas para a prática do ato solidário. Atualmente o hemocentro atende milhares de pacientes internados em cerca de 220 hospitais no Pará.

“É de fundamental importância que toda a sociedade assuma o compromisso com a doação de sangue, para que assim o Hemopa possa restabelecer o estoque e suprir com sangue de qualidade e em quantidade as solicitações da rede hospitalar”, observa ela, sugerindo a reunião de amigos para a doação de sangue. “Faça um programa de fim de semana solidário, por exemplo”, frisa.

Exemplo - Jane Ramos Moreno, 40, assistente social e responsável pelo Grupo de Trabalho de Humanização do Hospital Galileu, conduziu as ações para a Caravana Solidária ao agendar a campanha. “A ação foi muito positiva, e os profissionais sentiram-se úteis em colaborar. Precisamos pensar coletivamente e praticar o slogan da doação, seja para um amigo, um familiar ou simplesmente para um desconhecido. O que importa é fazer o bem”, reforça.

Lilian Bouth evidencia a importância da parceria com a sociedade. “A Fundação Hemopa faz um apelo à população em geral a comparecer à sede do hemocentro ou à Estação de Coleta Hemopa-Castanheira, independente de época, pois todos os dias tem gente precisando de transfusão para sobreviver”, destaca, lembrando que o estoque estratégico ainda enfrenta significativa redução no número de bolsas coletadas diariamente, especialmente no período chuvoso, que acaba interferindo no acesso ao serviço.

O aumento do número de leitos hospitalares, cirurgias e transplantes de órgãos exige maior consumo de sangue. “Temos que equilibrar a demanda e a oferta”, explica a assistente social. Por isso Lilian diz que é importante incentivar amigos da escola, faculdade, clube ou igreja a praticar o ato de solidariedade que ajuda a salvar vidas.

Pode doar sangue qualquer pessoa com boa saúde, que tenha entre 16 e 69 anos e pese acima de 50 quilos. É necessário portar documento de identidade original e com foto e estar bem alimentado. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher, a cada três. Menores de 18 anos só podem doar com a autorização dos pais ou de um representante legal.

O Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2.109, em Batista Campos, e funciona para coleta de sangue de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. A Estação de Coleta Hemopa-Castanheira funciona no mesmo horário e fica no térreo da passarela Pórtico Metrópole, no acesso ao shopping Castanheira, na BR-316. Mais informações pelos telefones 0800-2808118, 3242-9100 e 3224-5048.

betano Mapa do site